Blog Pioneira

Entenda o que é Open Finance e como ele vai mudar sua vida financeira

20/07/2021
Entenda o que é Open Finance e como ele vai mudar sua vida financeira | Blog Sicredi Pioneira

Sicredi Pioneira RS está aberta para esclarecer dúvidas e informar seus associados

Visto como a maior inovação do sistema financeiro do país dos últimos anos, depois do Pix, o Open Finance está chegando para os brasileiros. Mas, diferente do Pix, o Open Finance não é um sistema de pagamentos. Ele também não é um aplicativo, nem um banco digital. Open Finance é um sistema financeiro aberto que permite o compartilhamento de dados dos usuários entre diferentes instituições e empresas financeiras. O tipo de dado, a finalidade e o período de compartilhamento ficam, sempre, a critério do consentimento do usuário.

Vamos explicar na prática. Digamos que você, pessoa física ou jurídica, está interessado em saber mais sobre ofertas de crédito em outras instituições financeiras. Com o Open Finance (ou Finanças Abertas), será possível pedir à sua instituição financeira que envie seus dados cadastrais à instituição (ou instituições) que você quiser. Após receberem seus dados, elas podem avaliar seu perfil e oferecer serviços com tarifas mais baixas e condições mais vantajosas, com base na sua necessidade.

Leia mais

Open Banking e a Inovação do Sistema Financeiro Nacional

Antes chamado de Open Banking, o Open Finance é uma extensão do modelo anterior. Agora, outras instituições, além de bancos e fintechs, serão contempladas. Exemplo: corretoras de seguro, companhias de câmbio, plataformas de investimento, fundos de previdência, fundos de pensão e outros.

Os benefícios

Com o Open Finance, o mercado financeiro vai ganhar mais competitividade e inovação, uma vez que as instituições e empresas serão levadas a ofertar produtos e serviços de maior qualidade, adequando-se ao perfil de cada consumidor. Vale lembrar que o compartilhamento de dados é opcional e só acontece com o seu consentimento, autorização e confirmação. Outro ponto importante é a liberdade de poder encerrar o acesso a qualquer momento. Além disso, todos os passos são fiscalizados pelo próprio Banco Central (BC), o criador da iniciativa.

Hoje, como explica o BC, uma instituição não “enxerga” o relacionamento dos usuários com outra, o que impõe dificuldades na hora de competir por esses usuários, oferecendo serviços melhores. Assim, a expectativa do Banco Central é transformar a relação entre pessoas e instituições financeiras, promovendo a concorrência entre as empresas, a transparência em todo o processo e a autonomia dos usuários.

Outro benefício da novidade é a facilidade do controle de dados financeiros. Aqueles que possuem contas em diferentes bancos ou, então, mantêm conta em um e empréstimo em outro, podem centralizar todas as suas informações em uma única plataforma. Com o Open Finance, seu histórico financeiro acompanha você. Por exemplo, se você é cliente de um banco e inicia um relacionamento com uma instituição financeira cooperativa, poderá compartilhar suas informações com ela. Com seu histórico disponível, você facilita o acesso a ofertas e serviços personalizados na nova instituição.

As fases do Open Finance

O Open Finance está sendo implantado pelo BC em quatro fases principais. A primeira, em andamento desde 1º de fevereiro deste ano, permitiu que instituições financeiras reguladas pelo BC compartilhassem dados sobre canais de atendimento, produtos e serviços relacionados à conta corrente, à conta poupança, ao cartão de crédito e às operações de crédito.

A segunda fase, prevista para começar em 13 de agosto, libera o consentimento referente ao compartilhamento de dados para apenas uma parte dos usuários de cada instituição financeira participante. Esses usuários terão a opção de compartilhar seus dados entre as instituições financeiras, como conta corrente, conta poupança e operações de crédito. O consentimento poderá ser realizado em dias úteis, das 8h às 18h.

Aos poucos, a liberação do consentimento deve compreender mais usuários até o dia 12 de setembro, data prevista para a oferta do compartilhamento a 100% dos usuários. Esse avanço gradual serve para que o BC possa acompanhar todos os passos e garantir a correção de eventuais falhas ou dificuldades no processo.

Ficou com dúvidas sobre o Open Finance? Estamos abertos para informar você! Aqui no Sicredi, você sabe que sempre tivemos uma relação aberta com nossos(as) mais de cinco milhões de associados(as): para ouvir, apoiar, compartilhar e evoluir. O Open Finance vem para reforçar nossa variedade de produtos e serviços, nossa qualidade nos canais de atendimento e nossas taxas mais justas. Veja mais perguntas e respostas ou inscreva-se para receber atualizações sobre o assunto clicando aqui.