Blog Pioneira

Jornada Digital de Energia Solar permite troca de experiências entre Sicredis da região Centro-Sul

22/07/2021
Jornada Digital de Energia Solar permite troca de experiências entre Sicredis da região Centro-Sul  | Blog Sicredi Pioneira

Cooperativas de crédito do RS, Santa Catarina, Minas Gerais e Espírito Santo atualizaram informações sobre mercado promissor em meio à crise de energia do país      

De 13 a 15 de julho, a Central Sul Sicredi realizou a 1ª Jornada Digital de Energia Solar, evento on-line que reuniu em torno de 260 pessoas para atualizar informações e trocar experiências acerca de uma das principais tendências da economia mundial, em um momento onde o Brasil vive a falta de água nos reservatórios hidrelétricos e acende sinal de alerta para o setor elétrico.

A Central abrange as cooperativas de crédito dos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais e Espírito Santo, já tendo liberado mais de R$ 1,5 bilhões em crédito para energia solar, aplicados em aproximadamente 28 mil projetos. Neste cenário, apenas a Sicredi Pioneira RS, participante da Jornada, superou a liberação de R$ 170 milhões de recursos, financiados em 2,9 mil projetos até junho de 2021.

Leia mais

Energia solar já gerou economia de mais de R$ 61 milhões aos associados da Sicredi Pioneira desde 2016

Sicredi fecha acordo com International Finance Corporation, membro do Grupo Banco Mundial, e expande o financiamento de projetos de energia solar

É possível gerar energia solar no Inverno?

Um bate-papo entre a Sicredi Pioneira RS, Sicredi Serrana e a Cooperativa Sul Minas norteou a atividade de 15/07, quando foram apresentados cases e ações com a participação dos respectivos integradores parceiros e associados, representantes dos segmentos do Agronegócio, Comércio e Indústria.

A Sicredi Pioneira RS abriu a atividade, mediada pela gerente da Plataforma Energia Solar, Julia Cornelli, que falou sobre os Programas de Homologação de Integradores (PHI) e de Desenvolvimento de Integradores (PDI), criados em 2019, arregimentando a parceria com a Universidade de Caxias do Sul e o Sebrae-RS. Sob a proposta de gerar o desenvolvimento sustentável da cadeia de energia solar por meio da qualificação de integradores parceiros, incrementando a competitividade e prestando o melhor atendimento aos associados, o PHI possui mais de 368 empresas integradoras e 221 homologadas.

Entre os benefícios em fazer parte do PHI/PDI estão: acesso à plataforma de crédito, permitindo a simulação do financiamento com validade de 30 dias; selo de Integrador Homologado, presença no site sicredipioneira.com.br/energiasolar; descontos na aquisição de produtos junto aos distribuidores e na participação em eventos e feiras do gênero. A partir de agosto de 2021, também será possível acessar o motor de cálculo para Pessoa Física, agilizando a aprovação, contratação e liberação de recursos.

“Nossa carteira de crédito responde de 62% de Pessoa Física e 38%, Pessoa Jurídica. Observamos a tendência de popularização de energia solar em nossa área de ação, formada por 21 municípios”, Julia Renata Cornelli, gerente de Negócios de Energia Solar da Sicredi Pioneira.

Fabiano Ferrari, da Sicredi Serrana, fez breve relato sobre a iniciativa de fomentar a energia solar entre os 23 municípios da área de abrangência. Desde 2018, a cooperativa buscou conhecimento, reuniu-se com instituições e integradores a fim de esclarecer dúvidas e compreender sua estrutura e funcionamento, antes de disseminar as informações entre as equipes de trabalho, lideranças e associados. Hoje, com maior percentual de projetos financiados para Pessoa Física, a região conta com 3 mil usinas fotovoltaicas em operação. “A comunicação assertiva é fundamental, dispomos de taxas competitivas e menor burocracia para viabilizar os projetos”, afirma Fabiano.

Na sequência, Cássio Franklin da Silva, da Cooperativa Sul Minas, abordou a criação da atividade híbrida, reunindo integradores e associados, com o objetivo de reforçar o relacionamento de negócios. A primeira edição ocorreu em 2020 e exigiu formato on-line devido à pandemia, com a expectativa de torná-la presencial em 2022. “Nossa intenção foi incorporar o integrador parceiro à nossa estratégia comercial. Queremos mostrar o quanto o Sicredi é uma instituição financeira sólida e confiável, bem como o diferencial de nossas condições”, acrescentou. O resultado consiste em solidificar a parceria, entregando a melhor experiência ao associado. A cooperativa tem prevalência do agronegócio num universo de 40 mil habitantes que formam sua área de ação.  

Com a palavra, o associado

Na segunda etapa da atividade, associados e integradores das três Sicredis participantes comprovaram os benefícios da energia solar. Após avaliar 11 orçamentos e optar pela linha de crédito e consultoria da Sicredi Pioneira RS, o agricultor Cláudio Andreazza, de Santa Lúcia do Piaí, fechou contrato com a empresa integradora Magnani Luz e Energia, de Caxias do Sul, e não demorou a perceber a economia conquistada a partir da instalação da usina solar, há um ano. “Chegávamos a gastar 12 mil de energia elétrica. Agora, já recebi fatura de R$ 160. É um investimento com retorno garantido, que não dá trabalho. Estou dando risada”, brinca, bem-humorado. A opinião é compartilhada pelo representante da empresa integradora, Carlos Magnani, que ainda reforça: “Temos mais de 700 usinas instaladas. É notável que a parceria forte com Sicredi Pioneira RS nos oportuniza essa abrangência”.

Luir Scheibel, proprietário da Placa & Ponto, de Carlos Barbosa, e associado da Sicredi Serrana, viu o sonho de seis anos ser concretizado com a instalação da usina solar na sua metalurgia. A indicação do integrador Dolari Serviços Ltda e a contratação do financiamento selaram uma aproximação ainda mais produtiva entre a Sicredi e Scheibel. “Estou utilizando outros produtos, a partir do crédito solar, desde recursos para aquisição de maquinário até prospecção para expandir nosso espaço físico”, revela. Aficionado por novidades tecnológicas, Airton Bade, associado da Sicredi Sul Minas, se orgulha de ter sua empresa como pioneira, no segmento comercial, a instalar um projeto solar em Venâncio Aires. A Energisul implantou dois sistemas geradores de energia, abastecendo cinco unidades consumidoras. “Confiança e sinceridade são essenciais para a parceria comercial dar certo”, opina Bade.  

“Nos diferentes relatos de associados e integradores, vimos com frequência as palavras confiança, parceria e transparência. Respeitando a realidade de cada cooperativa de crédito, esses são pontos que todas fundamentam para disponibilizar uma experiência positiva ao seus cooperados”, ressaltou Julia Cornelli, finalizando o bate-papo virtual.

Palestras: conhecendo o universo solar

Os dois primeiros dias da Jornada Digital concentraram informações técnicas e legais sobre a energia solar. O professor e pesquisador da UCS, Tiago Cassol Severo, foi o palestrante do dia 13/07, abordando a “Energia Fotovoltaica Fundamentos e Potencialidades”. No dia 14/07, o coordenador da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), Guilherme Susteras, falou sobre o “Projeto de Lei Sobre Geração Distribuída e os Impactos para o Negócio”. “A curto prazo, a única fonte que pode ajudar na diversificação da matriz energética brasileira, atendendo à demanda de energia faltante, é a solar”, apontou Susteras.