Blog Pioneira

O que você precisa saber sobre o Pix? Confira a série de conteúdos da Sicredi Pioneira RS

27/10/2020
O que você precisa saber sobre o Pix? Confira a série de conteúdos da Sicredi Pioneira RS  | Blog Sicredi Pioneira

Até o seu lançamento, em 16/11, vamos publicar, neste espaço, uma série de conteúdos sobre o Pix para esclarecer as principais dúvidas, tanto de associados Pessoa Física quanto Pessoa Jurídica/Agronegócio

O lançamento oficial do Pix - plataforma criada pelo Banco Central do Brasil que deve revolucionar a forma de pagar, receber e transferir valores – está cada vez mais próximo. A partir do dia 16 de novembro, o público que realizou o cadastro já poderá utilizar este recurso. Representando inovação, liberdade, segurança, agilidade e conveniência aos seus usuários, o Pix será mais uma função disponível no Aplicativo Sicredi. Ao acessar sua conta, o associado vai contar com este recurso na parte inferior da tela.

Em busca de oferecer as melhores experiências de relacionamento em finanças aos associados, até a última sexta-feira, 23/10, a Sicredi Pioneira RS já registrava mais de 21,9 mil cadastros (entre CPFs e CNPJs) em sua área de ação. Em todo Brasil, o Sistema Sicredi superou 610 mil chaves cadastradas. Mesmo com o potencial de alavancar a eficiência do mercado e promover a inclusão financeira, a plataforma ainda gera incertezas nas pessoas, devido ao seu ineditismo. Para ajudar a esclarecer algumas dúvidas e mostrar os benefícios proporcionados, confira os conteúdos que separamos para você e não deixe de acompanhar as próximas edições desta série.

Qual o diferencial do Pix

Este meio de pagamento instantâneo consiste num passo importante na evolução do Sistema Financeiro Nacional, pois moderniza seus mecanismos, até então guiados por um conjunto de regras existentes há quase duas décadas. A ferramenta atende a uma série de iniciativas das instituições financeiras, assim como a Sicredi Pioneira RS, destinadas a uma jornada de transformação digital na relação com os cooperados. As operações realizadas não terão cobrança de tarifas para o segmento Pessoa Física e por se tratar de pagamento instantâneo – no máximo em 12 segundos o valor será transferido de uma conta a outra – não será passível de estorno. O Banco Central do Brasil ainda está definindo a forma de tarifação para Pessoa Jurídica.

O que a ferramenta pode resolver

Se o titular da conta precisar fazer uma transferência em dinheiro, no meio da tarde, e a pessoa ou empresa recebedora não pode aguardar até o dia seguinte, o Pix vai resolver essa questão. A operação é imediata, basta o uso de uma chave cadastrada, sem a necessidade de informar número da conta e agência bancária. Também é fundamental que o titular pagador tenha controle sobre seu saldo. O valor pe transferido para o favorecido - seja Pessoa Física, Pessoa Jurídica ou órgão governamental.

O que você pode fazer até 15/11, quando encerra a segunda fase de cadastramento do Pix

O associado pode complementar, no próprio Aplicativo Sicredi, novas informações, como números de celular, e-mail e chave aleatória, um conjunto de números, letras e símbolos gerados aleatoriamente pelo sistema. Cada um desses itens corresponde a uma Chave Pix, servindo como identificação no momento da operação financeira. Lembrando que: o Segmento Pessoa Física pode usar até cinco Chaves Pix por conta corrente, conforme determinação do Banco Central do Brasil. No caso de conta conjunta PF são considerados os cadastros dos CPFs de cada titular como Chaves Pix, sendo o CPF “x” uma das cinco chaves possíveis e o CPF “y”, outra chave vinculada à conta corrente.

Já a Pessoa Jurídica ou segmento Agronegócio pode cadastrar até 20 “Chaves Pix” por conta corrente. Se a conta for de único titular, seja PF, PJ ou Agronegócio, não é possível cadastrar CPFs ou CNPJs diferentes (de outra pessoa ou estabelecimento comercial).

Qualquer dificuldade, os associados ainda podem contatar os canais digitais da Sicredi Pioneira RS: e-mail [email protected] ou Whatsapp (51) 3358-4770. Fique ligado! Na próxima edição, daremos sequência à série de conteúdos sobre o Pix.