Blog Cases

Casal de produtores rurais comemora economia gerada pela implantação de projeto solar

 

      Com uma parcela significativa dos custos de produção representada por gastos com energia, a indústria do agronegócio é bem intensa na utilização de recursos energéticos. Porém, a atividade rural também pode acontecer em regiões distantes ou de difícil acesso, além de enfrentar aumento nas tarifas de energia elétrica.  O Brasil tem hoje um dos megawatts/hora mais caros do mundo e a tendência sobre os valores é de crescimento.

       É aí que a energia solar fotovoltaica tem se mostrado cada vez mais uma alternativa de sobrevivência no campo. Engana-se quem pensa ser algo muito complexo, pois o custo de manutenção não é elevado, a montagem é simples, podendo adaptar o sistema ao tamanho do seu uso, sem falar nas linhas de financiamento com prazos e carências bem vantajosas. O associado da Sicredi Pioneira RS, Marino Rückert, encontrou a solução completa para sua propriedade localizada em Treze Colônias, no município de Nova Petrópolis. Ele e a esposa, Ilse Rückert, trabalham juntos na criação de frangos em dois aviários, que são comercializados para frigoríficos. O monitoramento compreende cuidados com níveis de água, ração e ventilação no local, consumindo energia elétrica. A saída para economizar, mas mantendo a qualidade dos serviços, foi buscar um projeto solar.

      Segundo dona Ilse, o casal pesquisou informações, conversou com vizinhos e amigos produtores rurais, que já tinham experiência no assunto. Em agosto desse ano, o sistema fotovoltaico começou a ser implantado. “A conta da luz com vencimento em outubro chegou a R$ 744,12, enquanto a fatura de novembro registrou R$ 71,74”, comemora dona Ilse, feliz pelo pleno funcionamento do projeto. O casal de agricultores não descarta a possibilidade de melhorias na propriedade.

Galeria

Compartilhe este post

assine nossa newsletter

Fique por dentro das novidades sobre energia solar

Dúvidas entre em contato

Entre em contato com a Sicredi Pioneira

Em caso de dúvidas, sugestões ou reclamações.

054 3281 8100 054 99963 8245 [email protected]