Blog Notícias

Estados brasileiros buscam alternativas para atrair investimentos em energia solar


     A energia solar pode ser a grande aposta para produção de energia elétrica sustentável e limpa de forma mais acessível, podendo substituir a energia comum no Brasil e no mundo. Nos últimos anos, a queda nos preços da energia solar fotovoltaica chamou atenção de muitos estados, a ponto de buscarem alternativas para atrair investimentos nesta fonte.

     Estudos mostram que nos próximos 10 anos, estima-se uma queda de 30% nos preços da energia solar produzida em usinas fotovoltaicas e até o ano de 2050, mais 30% de redução. O custo-benefício atraiu os governos estaduais que estão investindo em ações e linhas de crédito para promover a energia solar a um número maior de consumidores. Os estados que, atualmente, possuem mais investimentos em energia solar fotovoltaica são: Minas Gerais, Ceará, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso. 

    Em São Paulo, por exemplo, a prefeitura municipal criou uma medida que determina o uso da tecnologia da energia solar em novos empreendimentos imobiliários na cidade. Utilizando placas solares, mais de 30 mil empresas e residências brasileiras produzem toda a energia necessária, de forma sustentável, sem prejudicar o meio ambiente e com grande redução na conta de luz. Além disso, qualquer imóvel que possua sistemas solares instalados será mais valorizado no mercado.

     A Absolar (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica) divulgou dados onde o Estado de Minas Gerais lidera o ranking de geração distribuída de energia solar, os sistemas próprios de produção de energia são instalados em casas, edifícios, comércios, áreas rurais e indústrias. A capacidade instalada em Minas Gerais é de 37,9 megawatts. O segundo lugar é ocupado pelo Rio Grande do Sul, com 26 megawatts.

 

Compartilhe este post

assine nossa newsletter

Fique por dentro das novidades sobre energia solar

Dúvidas entre em contato

Entre em contato com a Sicredi Pioneira

Em caso de dúvidas, sugestões ou reclamações.

054 3281 8100 054 99963 8245 [email protected]