Notícias

Sicredi Pioneira RS atinge marca de R$ 300 milhões em financiamentos para 6 mil projetos de energia solar

   No ano que completa 120 anos de história, a Sicredi Pioneira RS tem muitos motivos para comemorar. Foram divulgados os números de desempenho da cooperativa de crédito, referente ao Exercício de 2021, quando alcançou R$ 5,2 bilhões em recursos administrados, R$ 3 bilhões em carteira de crédito, R$ 87 milhões em resultado líquido e R$ 9 milhões direcionados aos programas sociais.

    Apenas no segmento de energia solar, R$ 300 milhões foram liberados para financiamento de 6 mil projetos, desde 2016, quando a Sicredi Pioneira RS disponibilizou uma linha de crédito específica para o setor. Estes dados correspondem a uma economia de R$ 103 milhões nas contas de luz elétrica. O meio ambiente também agradece com a redução de 608 mil toneladas de CO2, que deixaram de ser emitidos na atmosfera. “Os aumentos consecutivos na conta de energia, agravados pela crise hídrica de 2021, bem como o custo acessível dos equipamentos para instalação de projetos solares e sua respectiva eficiência, foram condicionantes para este quadro”, analisa Julia Renata Cornelli, gerente de Negócios da Plataforma de Energia Solar da cooperativa, que soma 188 mil associados.

   Entre os 21 municípios da área de ação e 43 agências, os de maior porte concentram o volume de projetos, a exemplo de Caxias do Sul, Novo Hamburgo e São Leopoldo. “Porém, percebemos movimentação significativa, nos últimos meses, entre as cidades com menor número de habitantes”, acrescenta. O Marco Legal da Geração Distribuída, instituído pela Lei 14.300/2022, também teve sua parcela de contribuição para impulsionar o mercado. Considerada uma das principais mudanças para a área de geração distribuída, a regra de transição incide em todos os setores (residencial, empresas e propriedades rurais), permitindo que os projetos inseridos na concessionária, até dezembro de 2022, estejam com o respaldo da RN 482, até dezembro de 2045.

    Reconhecida como a instituição financeira com maior volume de financiamentos em energia solar em sua região de cobertura, a Sicredi Pioneira RS prospecta um futuro promissor para o segmento. Segundo Julia, a demanda deve aumentar ainda mais no segundo semestre de 2022, pois, mesmo com a suspensão da bandeira vermelha nas contas de energia elétrica, a Aneel já sinalizou reajustes de até 25% em oito estados brasileiros. “A energia solar para a cooperativa de crédito consiste em um negócio consciente, uma vez que gera renda, empregos e sustentabilidade, cooperando com a matriz energética por meio do crédito verde, que a Sicredi Pioneira RS disponibiliza para o financiamento deste segmento.  Ela apoia o desenvolvimento econômico e ambiental da comunidade onde está inserida e isso está alinhado ao 7º Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU, voltado à energia acessível e limpa”, frisa Julia Renata Cornelli.

Compartilhe este post